fbpx
A tecnologia precisa estar no campo? | Blog Unigran Net

O uso de tecnologia na agricultura está cada dia mais intenso em decorrência das muitas vantagens que ela oferece ao campo. 

Sejam máquinas ou equipamentos mais simples, a implementação reflete diretamente no resultado final de cada produtor. 

Acompanhe o artigo para entender melhor!

MAS AFINAL, O QUE É TECNOLOGIA NO CAMPO?

Conhecida como agricultura digital, a tecnologia no campo surgiu pela necessidade da produção em atender a crescente demanda de mercado. 

Muitas são as formas de implementar a agricultura digital no campo, seja através de um GPS nas máquinas, sistemas integrados, monitoramento em tempo real ou até soluções mais simples como aplicativos no celular.

Tudo com o objetivo de auxiliar o produtor a agir da menor forma possível e garantir uma safra produtiva, sem comprometer a sustentabilidade ao longo dos anos.

QUAIS AS VANTAGENS DE ADERIR A TECNOLOGIA NO CAMPO?

A relação entre tecnologia e produção agrícola está cada vez maior e apresenta muitas vantagens. Acompanhe algumas:

Praticidade

A praticidade está relacionada à automação de muitos serviços que exigiam tempo do produtor que, com essas horas livres, consegue se dedicar a outros possíveis problemas que podem surgir na produção. 

Então, com a diminuição dessas atividades repetitivas há redução de esforço físico e, claro, um aumento na qualidade das informações.

Redução no desperdício

Com a implementação da tecnologia no campo em sistemas interligados nas máquinas há uma redução no desperdício, isso porque a máquina, conectada via satélite, desliga automaticamente quando passa por alguma área que já tenha sido trabalhada anteriormente. 

Relação próxima com o cliente

A comunicação com o cliente precisa ser rápida e segura. Por isso, ao aderir às novas tecnologias, é possível manter e cultivar essa relação próxima. 

É essencial entender a necessidade do seu consumidor, saber seu nível de satisfação e estar aberto para receber críticas. Tudo isso por ajudar a aperfeiçoar sua produção e facilitar o processo de vendas.

Maior sustentabilidade

Como as máquinas estão automatizadas, há maior sustentabilidade em seus processos. Do início ao final da produção, esses métodos e sistemas contribuem para que se produza mais no mesmo espaço. Dessa forma, não é necessário aumentar a quantidade de terras cultiváveis, um feito não sustentável para o planeta. 

Além disso, a agricultura digital também abre caminho para combater os desperdícios de água, fertilizantes e defensivos. (Leia mais sobre defensivos agrícolas e cultivo orgânico).

Monitoramento em tempo real

A possibilidade de monitorar as máquinas em tempo real permite que o produtor consiga tomar decisões de forma assertiva e rápida sobre suas operações. Não é necessário esperar até o fim da colheita para fazer os ajustes necessários.

Além disso, alguns desses sensores conseguem indicar a necessidade de irrigação naquela terra. Dessa forma, o produtor otimiza tempo e não perde produtos ao longo de uma operação que teve algum imprevisto.

Aumento na produtividade

Como há sistemas que atendem plantação, independente do volume, todas as etapas da produção podem ser gerenciadas através de máquinas automatizadas. Isso tudo aumenta a produtividade, reduz tempo e custos.

(Fonte da Imagem: Startagro).

CONHEÇA ALGUMAS FORMAS DE IMPLEMENTAR A TECNOLOGIA NO CAMPO:

GPS

GPS oferece informações muito relevantes para otimizar processos e mapear áreas. No caso das máquinas agrícolas, ele atuará com sensores e outros sistemas a fim de promover um funcionamento no modo piloto automático.  

Além de manobras ágeis, por meio de dados de infestação de pragas é possível aproveitar o GPS para direcionar as aplicações de defensivos nos locais que são necessários.

Sensores

O uso de sensores inteligentes possibilita um monitoramento eficaz e total das áreas plantadas. Pois são capazes de captar a saúde da plantação, teor de nitrogênio do solo e até a necessidade de água para a planta. 

Como permitem monitorar a saúde da plantação permitem a detecção de doenças e contaminações, possibilitando rápida ação dos gestores para a solução do problema.

Internet das Coisas na Agricultura

Tecnologia no campo: IoT. (Fonte da Imagem: Infowester).

A denominada Internet das Coisas (IoT), resume-se na conexão de aparelhos físicos que fazem a coleta e transmissão de dados a distância.

Essa ferramenta consegue integrar diversas informações do campo, como localização geográfica, previsões meteorológicas, dados do solo e das máquinas em atividade. 

A partir disso é possível tomar decisões mais rápidas em relação à produção e que irão ter menor nível de impacto negativo. 

Quer conhecer mais sobre a tecnologia no campo e outras alternativas que otimizam a produtividade? Conheça a Graduação em Agronegócio da Unigran EAD. 

São 6 semestres para que, ao concluir, o profissional esteja apto para atuar em empresas públicas ou privadas do ramo agropecuário e na prestação de serviços sob a forma de consultorias e assessorias. 

Leia também: A importância do agronegócio para o Brasil.


Postagens Relacionadas