fbpx
A história por trás da Mona Lisa | Blog Unigran Net

É quase impossível que exista alguém que nunca viu o quadro da Mona Lisa ou que nunca se perguntou quem era a moça na pintura. 

Com grande ânsia de encontrar respostas acerca da verdadeira identidade da enigmática Mona Lisa, muitas teorias surgiram ao decorrer dos anos. Nesse artigo, você verá algumas delas. Acompanhe!

Leonardo da Vinci:

O autor da obra é o mundialmente conhecido, Leonardo da Vinci. Ele foi uma das mais importantes figuras do renascimento artístico na Itália e até hoje é considerado um dos maiores gênios da humanidade.

(Fonte da Imagem: Hype Science).

Contudo, além de sua excelente carreira como pintor, Da Vinci foi escultor, arquiteto, escritor, urbanista, físico, matemático, astrônomo, engenheiro, naturalista, químico, geólogo, cartógrafo, estrategista e inventor. 

Em relação ao quadro da Mona Lisa, em 1516, Leonardo da Vinci levou a obra da Itália para a França, quando foi trabalhar na corte do rei Francisco I, o qual teria comprado o quadro. Contudo, a obra passou por várias mãos, chegando até mesmo a ser roubada. 

Isso aconteceu em 1911, quando a obra de arte foi roubada pelo italiano Vincenzo Peruggia, que a levou novamente para a Itália. Peruggia pensava que Napoleão havia tomado o quadro da Itália e levado para a França, assim desejou levar novamente a obra para sua terra natal.

Mas quem foi Mona Lisa?

A identidade de Mona Lisa ainda é uma grande incógnita para os grandes admiradores da arte. E, a partir dessas dúvidas, surgiram muitas teorias e especulações que tentavam explicar a fundo a identidade da mulher.

Lisa del Giocondo

A teoria mais provável é suportada por Giorgio Vasari e outras evidências é a de que se trata de Lisa del Giocondo, esposa de Francesco del Giocondo, figura importante da sociedade de Florença.

Nascida em 15 de junho de 1479, em Florença, na Itália, pouco se sabe sobre a trajetória da mulher, contudo, algumas peculiaridades sobre a italiana ajudam a contar uma história importante para a arte mundial.

A garota veio de uma família influente, entretanto, na época de seu nascimento seus familiares já não usufruíram de muito dinheiro e viviam em sua maioria com renda adquirida no meio agrícola.

Alguns estudiosos determinaram que existem documentos que referem que Leonardo estava pintando um quadro dela, o que parece contribuir para a veracidade da teoria.

Mas há também quem diga que a mulher havia sido mãe pouco tempo antes e o quadro teria sido encomendado pelo marido para comemorar o momento.

Investigações que analisaram as várias camadas de tinta na obra parecem indicar que, nas primeiras versões, Mona Lisa estaria com um véu nos cabelos que era usado pelas mulheres grávidas ou que tinham parido recentemente.

Isabel de Aragão:

(Fonte da Imagem: 4 BP Blogspot).

O historiador Maike Vogt-Lüerssen, de Adelaide após ter pesquisado o assunto por 17 anos, chegou à conclusão de que a mulher por trás do sorriso famoso pode ser Isabel de Aragão, Duquesa de Milão.

Alguns estudos apontam que o tom verde escuro e o padrão das suas vestes são indícios da sua pertença à casa de Visconti-Sforza.

Mas além disso, há algumas comparação da modelo de Mona Lisa com retratos da duquesa e esses, por sua vez, revelam que há semelhanças evidentes entre ambas conforme mostra a imagem ao lado. 

Além disso, as teorias de Maike não são apenas sobre o quadro, mas também sobre um possível relacionamento entre Leonardo Da Vinci e a duquesa de Milão.

Leonardo Da Vinci:

A terceira suposição amplamente debatida é a de que a figura representada no quadro é, na verdade, Leonardo Da Vinci vestindo roupas femininas.

Alguns acreditam que isso explica o motivo pelo qual a paisagem de fundo é mais alta do lado direito (associado ao gênero feminino) do que do esquerdo (associado ao gênero masculino).

Esta hipótese tem sido apontada com base nas semelhanças entre a modelo de Mona Lisa e os autorretratos que Da Vinci pintou. 

No entanto, aqueles que não acreditam na teoria. O argumento era de que a similaridade resulta do fato de terem sido pintados pelo mesmo artista e que, consequentemente, utilizava as mesmas técnicas.

Curiosidades sobre a obra:

  • Segredo do sorriso de Mona Lisa:

Alguns relatos sobre a execução da obra dizem que Leonardo da Vinci teria contratado músicos que ficavam tocando para animar a modelo. Com isso, ela sorria.

  • As cores do quadro mudaram:

Com o passar dos anos, o tempo e o verniz utilizado fez com que o quadro tivesse os aspectos em tons de verde e amarelo.

  • Alvo de vandalismo:

O quadro também já foi alvo de atos de vandalismo, que tinham como objetivo serem encarados como críticas ao sistema social, político e artístico. Com isso, Mona Lisa já passou por diversas restaurações, mas nada que tenha feito com que a essência da pintura fosse perdida.

Se você é apaixonado em conhecer as histórias por trás de grandes obras, como a da Mona Lisa, conheça a Segunda Licenciatura em Artes Visuais da Unigran EAD. 

Essa graduação é indicada para aqueles que já são formados na modalidade licenciatura e estejam com o diploma em mãos. Como, por exemplo: Matemática, Letras, Biologia, Pedagogia, História, Geografia, etc. Cursos sequenciais não dão direito a fazê-lo.

Clique aqui para consultar as formas de ingresso e a grade curricular. 

Leia também: Arte renascentista: qual seu impacto na história?


Postagens Relacionadas