fbpx
A estética com olhar para a sociedade: caso The Body Shop | Blog Unigran Net

THE BODY SHOP: As práticas sustentáveis hoje são consideradas vantagens no meio empresarial. Por isso, entre outros motivos, a sociedade atual está investindo em atitudes responsáveis. Incluindo também a indústria da estética e as marcas de cosméticos, um mercado que é extremamente forte no Brasil.

embalagens-body-shop-unigranet

A vaidade alimenta um mercado que movimenta em média 40 bilhões de reais por ano no país. Isso nos coloca em terceiro lugar no ranking mundial de consumo de produtos estéticos. Sendo assim, estamos trás apenas dos Estados Unidos e da China – segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec).

Mesmo que para muitos a palavra sustentabilidade ainda seja relacionada ao meio ambiente, outro conceito está em evidência: o “Triple Bottom Line”. Um tripé que reúne ações de sustentabilidade das empresas nos aspectos de proteção ambiental, responsabilidade social e sucesso econômico.

“Sustentabilidade, na perspectiva dos negócios, é concentrar no Triple Bottom Line o valor econômico, ambiental e social que as empresas podem acrescentar – ou destruir.” (John Elkington, sócio-fundador da SustainAbility, consultoria inglesa de sustentabilidade).

Um exemplo de empresa de cosméticos que tem a sustentabilidade incorporada a si é a The Body Shop. Seu compromisso tem como tema “Valorizar sem explorar” e inclui 14 metas para atingir ainda em 2020.

As metas buscam deixar claro quem a marca é, o que defende e como vai trabalhar para atingir o objetivo de ser a empresa mais ética e verdadeiramente sustentável do mundo.

História e Campanhas da The Body Shop

A The Body Shop nasceu em 26 de março de 1976 em Brighton, Inglaterra. Sua fundadora foi Anita Roddick, que lançou a primeira grande campanha em 1986 em parceria com o Greenpeace, que se intitulava “Salve as baleias”.

No ano seguinte, uniu-se a um fornecedor da Índia junto ao programa Comércio Justo com Comunidades. Essa parceria resultou assim na construção de uma escola que deu oportunidade de estudo às crianças.

Em prol do meio ambiente, no ano de 1989 a empresa realizou no Brasil a campanha “Salve as Florestas | Parem de queimá-las”. Nela, pediam pelo fim da queima das florestas locais. Assim, nessa ocasião uma petição com um milhão de assinaturas foi entregue ao presidente.

Desde a sua fundação, foi possível notar que a empresa tinha em si valores e compromissos baseados no respeito, valorizando o planeta, o produto e as pessoas.

Em 1990, nasceu a Fundação The Body Shop, que financia projetos de caridade em prol dos direitos humanos, dos animais e do meio ambiente. Desde então, lançou campanhas globais para promover energias renováveis (junto com o Greenpeace).

Também arrecadou verba para apoiar vítimas de violência doméstica. Promoveu conscientização contra o tráfico sexual de crianças e jovens em parceria com a ECPAT International. Campanha esta que reuniu mais de sete milhões de assinaturas em todo o mundo e fez com que 24 países se comprometessem a adotar uma nova legislação. Inclusive, a petição foi apresentada na ONU em 2012 e se tornou a maior campanha da The Body Shop.

dalai-lama-unigranetA marca também criou uma boneca para questionar estereótipos de beleza. Ela era a protagonista de uma campanha a favor da autoestima feminina.

Além disso, na campanha “Deixe sua marca” fizeram parceria com o Dalai Lama e com a Anestia Internacional. Uma ação que marcou o 50° aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Em 2008, lançaram uma campanha com a MTV de sensibilização para o HIV e AIDS. A venda dos produtos arrecadou mais de dois milhões de libras. Estas foram destinadas a educar sobre a prevenção da doença e ajudar jovens portadores de HIV e AIDS.

Também começou a utilizar óleo de palma sustentável em seus produtos e garrafas PET recicladas para algumas de suas embalagens. Foi a primeira marca internacional de cosméticos a ser reconhecida e apoiada pelos principais grupos internacionais de proteção animal.

Recebeu por duas vezes consecutivas (2013 e 2014), o título de Negócio Responsável Internacional do ano.

MARKETING

A The Body Shop tem em sua história vários programas e campanhas que demonstram o seu olhar para a sociedade como um todo. Seja em relação ao meio ambiente, a educação ou a saúde pública. Podendo ser considerada, inclusive, um exemplo de respeito a sociedade, ao meio ambiente e a economia.

Você percebeu como algumas ações podem transformar toda a sociedade? O Marketing faz parte disso. Por meio dele se pode transformar a visão que as clientes tem da empresa ou mesmo captar novos clientes.

loja-the-body-shop

O curso de Marketing da Unigran EAD possui disciplinas voltadas ao Marketing Social e Ambiental e ao Comportamento do Consumidor. Além disso, tem o reconhecimento do MEC e poder ser concluído em dois anos na modalidade a distância. Você tem interesse? Então, pode se inscrever no vestibular da Unigran EAD, clicando aqui.

Igualmente você pode saber mais detalhes sobre o curso clicando aqui.


Enfim, siga nosso perfil no Facebook, Twitter, LinkedIn e Instagram e não perca nenhuma novidade!

Referências: Sebrae, The Body Shop, Guia de Comunicação e Sustentabilidade do CEBDS – Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável.


Postagens Relacionadas