fbpx
Conheça a história dessas 5 frases famosas | Blog Unigran Net

Algumas frases famosas marcam nossa vida. Quem nunca usou a citação de alguém famoso em uma discussão ou mesmo em uma redação em que precisava fortalecer seu argumento? 

Agora você vai ver algumas frases famosas que não são recentes, mas que marcaram seu tempo e também os dias atuais.

Aproveite a leitura!

“O inferno são os outros” de Jean-Paul Sartre 


O inferno são os outros. (Fonte da Imagem: Unigran EAD).

Foi uma das frases famosas de um personagem da peça de teatro Huis Clos (Entre quatro paredes), de autoria do francês Jean-Paul Sartre. Escrita em 1945, a peça mostrava duas mulheres e um homem que estavam no inferno, condenados a queimar juntos para sempre entre as quatro paredes.

A partir disso, decidiu escrever uma peça para três de seus amigos atuarem com destaque por igual. A sua ideia era mantê-los juntos em todas as cenas. Durante seus pensamentos, teve a ideia de colocá-los como prisioneiros do inferno, de modo que cada um agisse de forma má para com o outro. 

Dentro desse contexto, a peça mostrava a extrema necessidade de conhecer a si mesmo durante a construção de relações com as pessoas ao seu redor, pois é a partir disso que se encontra a sua verdadeira identidade. 

Sobre o autor: Jean-Paul Sartre

Foi um escritor, romancista e filósofo francês do século XX. Seus ideais filosóficos eram inspirados pelas ideias de grandes pensadores como Edmund Husserl, Friedrich Nietzsche, Søren Kierkegaard e Martin Heidegger. É considerado um dos filósofos que mais se aprofundou no existencialismo e teorizou correntes desse mesmo pensamentos. 

Sua escrita era extensa em obras escritas em prosa, destacando-se tratados filosóficos, romances, peças de teatros e roteiros para cinema. Manifestava a sua repulsa a qualquer tipo de amarra social e pregava a liberdade através de sua escrita paradoxa que colocava o ser humano como alguém condenado a ser livre.

“Só sei que nada sei” Sócrates 

Só sei que nada sei (Fonte da Imagem: Unigran EAD).

Uma das frases famosas de Sócrates foi dita no momento em que ele reconheceu a sua própria ignorância humana. Através do seu paradoxo socrático, ele declarava que nada sabia a fim de afirmar que não teria nada a ensinar, pois Sócrates negava o posto de professor.

Essa frase foi uma resposta do filósofo para a mensagem de Apolo, que afirmou que ele era o mais sábio entre os homens gregos. Sócrates questionou a condição de ser sábio havendo diversas autoridades reconhecidas naquela época.

O filósofo reafirmava sua frase ao questionar os grandes pensadores que o que era compreendido como sabedoria não passava de opiniões de senso comum. Contudo, tal negação a esse título fez com que Sócrates tivesse muitos inimigos que, por vezes, o ridicularizavam por sua ironia.

Sobre o autor: Sócrates 

Este intelectual cultivava o dom da palavra por meio da fala, também por isso não chegou a escrever nada que pudesse ser deixado como ensinamento para as próximas gerações. 

Por influência de seu pai, Sócrates passou a juventude trabalhando como escultor. Além disso, serviu no exército por três temporadas, contudo nenhuma dessas ocupações lhe fizeram tão conhecido quanto seus feitos como filósofo e educador. 

Seus ensinamentos permitiam múltiplas interpretações o que acabou afastando os oradores presos a uma espécie de ditadura do saber. 

Alguns especialistas atribuem a Sócrates a criação da ironia, uma das mais importantes figuras de linguagem. Isso porque ela aparecia constantemente durante suas conversações a fim de admitir sua ignorância e aprofundar-se na verdade. Mas através desse comportamento, Sócrates demonstrava possuir uma sabedoria sublime com foco de unir o saber ao fazer. 

“Penso, logo existo”  René Descartes

Penso, logo existo (Fonte da Imagem: Unigran EAD).

Essa frase de René Descartes também pode ser traduzida de forma literal como “Penso, logo sou”. Esse pensamento mundialmente conhecido surgiu de uma dúvida absoluta vindo do próprio Descartes. 

Seu desejo era atingir o conhecimento absoluto, mas para isso era preciso duvidar de tudo que já havia sido imposto. Baseando-se nisso, René questionava tudo, menos a própria dúvida e consequentemente, não duvidava de seus pensamentos. Assim surgiu “Penso, logo existo”.

“Se duvido de tudo, o meu pensamento existe e se ele existe, também existo”. Essa foi a conclusão de Descartes.

Sobre o autor: René Descartes 

Foi um racionalista francês do século XVII, lembrado por sua autoridade em filosofia, ciências naturais e desenvolvimento de métodos de verificação. Sua obra mais famosa, Discurso sobre o Método, é vista até hoje como a fundação da filosofia moderna. 

A fim de analisar um conjunto de princípios sem qualquer dúvida, René usou um método próprio conhecido como “dúvida hiperbólica”. Esse, resume-se no ato de recusar a ideia da qual se possa duvidar para que, logo após, restabeleça estas ideias de modo a criar uma base sólida de conhecimento. 

Foi por meio desse processo que Descartes chegou à conclusão “Cogito ergo sum” (Penso, logo existo). Considerando que, ao eliminar tudo de que se possa duvidar mostrou a ele que a própria dúvida era a evidência da existência. 

“O Estado sou eu” Luís XIV 

O estado sou eu (Fonte da Imagem: Unigran EAD).

Foi uma das frases famosas dita pelo Rei Luís XIV no dia 13 de abril de 1655 durante uma sessão no parlamento francês. A frase carregava o desejo de Luís em mostrar seu poder diante uma discussão entre os parlamentares, apesar de discordar, a vontade do Rei seria feita. 

Naquela época, todas as decisões fundamentais eram centralizadas nas mãos do Rei, portanto tudo o que era relevante ao governo da França e Navarra estava sob a sua autoridade. A frase em questão ressalta o prazer da monarquia absolutista pela visão de Luís XIV. 

O autor da frase acreditava na tese da origem divina do poder real, por isso mantinha-se como autoridade máxima por meio de pactos com a emergente burguesia e diminuiu o poder da nobreza o quanto conseguiu. Tais atos foram tão poderosos que fizeram com que ele se mantivesse no poder por mais sete décadas.

Sobre o autor: Luís XIV 

Foi rei da França desde seus cinco anos de idade e teve o reinado mais longo da história francesa, atingindo os 72 anos. Todas essas décadas foram firmadas pela centralização da monarquia francesa, consolidação das fronteiras e prosperidade econômica. Ele acreditava que se fosse um grande monarca, a França também seria um grande país. errado não tava

“Ser ou não ser, eis a questão.” William Shakespeare.

Ser ou não ser, eis a questão (Fonte da Imagem: Unigran EAD).

Frase famosa de abertura de um dos monólogos mais famosos de William Shakespeare. Na cena, o personagem, Hamlet ressalta o quanto a vida é cheia de sofrimentos e questiona se será melhor aceitar ou acabar com ela. 

Por mais complexa que possa parecer, a frase é na verdade muito simples. Nesse contexto, a morte é vista como uma possibilidade de cessar as dores inerente à vida, porém as incertezas sobre a morte também se fazem presentes superando o sofrimento da vida. 

O medo vivido por Hamlet gira em torno das punições eternas por ser um suicida, a consciência de sua existência é o que o acovarda a seguir adiante. 

Seu questionamento ganhou grande proporção, principalmente quando foi tirado do contexto, passando a ser visto como uma crise existencial ampla. Não mais sobre a morte, a frase passou a ser intrigante sobre a própria vida. 

Sobre o autor: William Shakespeare

Foi um grande escritor e dramaturgo inglês. Até os dias atuais é considerado o maior dramaturgo da literatura mundial e poeta nacional da Inglaterra.

Por descrever de maneira sentimental as relações humanas, suas obras permaneceram vivas aos longos dos anos. 

Atualizadas em mais versões do que qualquer outro dramaturgo, Shakespeare é autor de mais de 40 peças divididas entre comédias, tragédias e peças históricas, além de poemas e sonetos. 

As histórias de cada frase tem muito mais do que conseguimos absorver apenas ouvindo-as de forma avulsa. A graduação em Filosofia na Unigran EAD apresenta a motivação desses grandes filósofos e muito mais. Clique aqui para saber mais!

Acesse nosso outro artigo para conhecer 5 filósofos que também marcaram a história. Clique aqui!


Postagens Relacionadas