fbpx
Como surgem os eclipses? | Blog Unigran Net

Pra começarmos a entender esse fenômeno, é importante saber que os eclipses são caracterizados pelo escurecimento de um astro. E pode ocorrer de forma parcial ou total. Esse efeito é gerado pela interposição de um segundo astro localizado frente à luz.

Ou seja, é criada uma sombra em relação aos dois astros, resultando em um espetáculo maravilhoso que pode ser visto à noite (eclipse lunar) ou durante o dia (eclipse solar). 

Independe do tipo de eclipse, é necessário que haja um alinhamento da órbita da terra. Esse alinhamento precisa ser feito entre a terra, o sol e a lua.

Confira a seguir mais detalhes sobre os eclipses e dica de como se preparar para observá-los!

O que é um eclipse?

Basicamente, um eclipse é um fenômeno astronômico que ocorre quando um astro ou corpo celeste está em transição. E, em determinado momento, acaba sobrepondo um segundo astro, bloqueando a luz de chegar até ele. Dessa forma, é criada uma sombra – que pode ser parcial ou total.

Além disso, os eclipses também podem ser solares ou lunares.

No eclipse solar, a lua fica entre o sol e a terra, e a sombra dela se projeta na superfície do nosso planeta.

Já no eclipse lunar, a terra é quem fica entre o sol e a lua. Dessa forma, a sombra da terra é projetada na superfície do nosso satélite natural, a lua. 

Eclipse lunar

Quando a sombra da terra é projetada na lua, ela se torna praticamente invisível, no caso de um eclipse total; ou parcialmente visível, se o eclipse for parcial.

Isso acontece porque a lua não tem luz própria. Por isso, fica totalmente impedida de receber a luz solar, que é a fonte de seu brilho encantador.

Outra curiosidade do eclipse lunar é que ele pode ocorrer em conjunto com outro fenômeno, a Superlua, apresentando uma coloração avermelhada. Quando isso ocorre, temos a espetacular Lua de Sangue.

O tom vermelho acontece quando a atmosfera terrestre absorve as outras cores. E assim deixa passar apenas as nuances alaranjadas e avermelhadas. 

Eclipse solar

Quando um eclipse solar acontece, é comum que haja uma expectativa enorme por parte das pessoas para observarem o fenômeno que faz o dia virar noite. 

Como esse evento é caracterizado pela interposição da lua entre o sol e a terra, é comum que seja visto apenas em partes do planeta.

Inclusive os eclipses solares podem apresentar características diferentes dependendo da distância entre a terra e a lua no momento do fenômeno.

Quando a lua está mais distante de nós e não consegue cobrir totalmente a luz solar, por exemplo, é formado o eclipse anular – um show da natureza que forma um “anel de fogo” no céu.

O eclipse solar total acontece quando a terra, o sol e a lua estão totalmente alinhados. Nesse caso, o efeito é visível apenas nas regiões que estão no centro desse alinhamento e é nele que o dia vira noite.

Já quando o alinhamento dos três corpos não é perfeito, ocorre o eclipse solar parcial. Ou seja, apenas uma parte da superfície do sol apresenta uma sombra escura. 

Como se preparar para observar os eclipses

Em geral, os eclipses solares são mais difíceis de serem observados. Além de não serem visíveis em toda parte, a duração é bem menor que os lunares e não é recomendado que se olhe direto para o fenômeno a olho nu.

Ou seja, para observar um eclipse solar o ideal é se preparar, conferir as regiões de visibilidade e utilizar equipamentos específicos de segurança para uma melhor observação. O eclipse parcial pode durar até 3 horas, já o total tem duração média de apenas 7 minutos.

Já os eclipses lunares podem ser vistos de forma mais fácil, sem a necessidade de equipamentos especiais. Para assistir a esse evento magnífico, basta conferir se sua região está dentro da zona de visualização.

Além disso, buscar por locais mais distantes da cidade, longe das luzes artificiais e prédios também pode melhorar muito sua observação. Quer uma experiência ainda mais completa? Então vale a pena fazer uso de telescópios para acompanhar cada detalhe desse fenômeno!

Quer saber mais sobre como os Geólogos são importantes no estudo dos fenômenos naturais? Então, conheça agora mesmo o nosso curso de Geografia!


Postagens Relacionadas