fbpx
O mundo das Ciências Econômicas: Tudo que você precisa saber | Blog Unigran Net

As Ciências Econômicas vão muito além de uma análise fria de simples números. O profissional dessa área tem um papel indispensável para qualquer empresa, podendo ajudar ela a alavancar seus lucros e investir da melhor forma. 

Acompanhe o artigo para conhecer mais a respeito dessa graduação e das áreas de atuação.

A história das Ciências Econômicas: 

A partir das observações feitas pelo economista escocês Adam Smith, em seu livro “A riqueza das Nações“, os estudos sobre Economia tiveram início. Através dele foi criada então a Teoria da Mão Invisível.

Ele foi um dos primeiros a perceber que a sociedade era composta por um sistema de troca de serviços e, dessa forma, o mercado funcionava com a colaboração de outro. Cada profissional que era especializado em sua respectiva área, iria colaborar em benefício de outros. 

A denominação de Ciência Econômica apenas começou a ser formada com o tempo. Isso porque antes o conceito era parte da ciência política vista apenas como formas de enriquecer, mantendo sempre os ricos no poder. 

Portanto, conforme os avanços dos estudos da economia foram acontecendo, disciplinas como a matemática e a estatística passaram a ser utilizadas como um auxílio para descrever as teorias econômicas. 

Além de mudar a visão que já não era mais apenas enriquecer, mas analisar problemas econômicos sugerindo soluções que sejam capazes de resolver ou minimizar os seus impactos. 

Qual é o objetivo do estudo das Ciências Econômicas?

A grande tarefa do profissional de Ciências Econômicas é compreender e organizar a distribuição dos recursos produtivos, que são escassos por natureza.

Com a intenção de apresentar a real importância da economia para a vida em sociedade, essa área de atuação irá analisar o que deve ser produzido, em qual quantidade, qual o momento ideal, quem será responsável e, ao final, quem irá consumir. 

Porém, dentro de todas essas especificidades, é importante que o profissional também entenda que há um sistema local e um global. Sempre caminhando ao lado das regras matemáticas da distribuição de recursos, mas existem também outros fatores sociais e políticos.

Quais as principais áreas de atuação?

Assim como qualquer outra área de atuação, as Ciências Econômicas também apresentam suas peculiaridades dependendo da área em que o profissional decide seguir. 

Então, ainda que a teoria seja comum, a prática pode ser diferente, como no caso da Economia aplicada e da Economia privada.  

Acompanhe algumas das principais áreas de atuação:

Comércio Internacional:

Como o próprio nome sugere, o profissional que segue essa área irá atuar no planejamento e na execução de negócios entre empresas de diferentes países. 

Nessa rotina o economista também irá lidar com importação, exportação e entendimento de câmbio, portanto é importante estar a par dos mercados atuais de cada país de atuação.

Economia Agroindustrial:

No caso do economista agroindustrial, ele deve estar apto a construir, ampliar e preservar o patrimônio de pessoas, empresas e governos no agronegócio. 

Assim, esses profissionais conseguem ajudar os produtores a entrar e se fortalecer nos mercados, seja de forma nacional ou internacional.

Mercado Financeiro:

Além das duas áreas mencionadas, há também a possibilidade de atuar no mercado financeiro.

Ao optar por essa área, o economista pode atuar analisando o mercado para fazer investimentos, trabalhando tanto em corretoras de investimento e ações quanto na bolsa de valores, como operador. 

Perícia:

(Fonte da Imagem: Le Droit).

O perito, nesse caso, é o profissional que analisa operações financeiras e elabora uma conclusão da sua análise, além de participar de auditorias com exames das transações de uma organização em processo. Essa perícia pode ser feita pela justiça ou de forma interna apenas na organização.

Educação:

O economista também pode seguir carreira acadêmica como professor, orientador ou pesquisador em universidades.

Como professor, ele é responsável por ministrar disciplinas de cursos como Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Ciências Atuariais, Administração, Gestão Financeira, Administração Financeira, Engenharia de Produção e Comércio Exterior.

Políticas Públicas:

O setor público, seja em nível municipal, estadual ou nacional, também precisa de muitos profissionais das Ciências Econômicas.

Assim, o economista se tornará responsável em realizar orçamentos para cada ação do planejamento de um governo e acompanhar os resultados.

O dia a dia de um cientista econômico:

Portanto, um cientista econômico podendo atuar em diversas áreas, terá uma rotina diferenciada em cada um dos casos. Entretanto, em qualquer uma das situações, ele terá que atuar de forma estratégica, com planejamentos e análises.

Então, entre as principais funções que um profissional de Ciências Econômicas pode exercer estão:

  • Auditoria e fiscalização;
  • Projeções econômicas;
  • Análise dos cenários econômicos;
  • Estudos de viabilidade econômica;
  • Planejamento para solução de problemas financeiros, econômicos e administrativos;
  • Formulação e implementação políticas tributárias;
  • Avaliação patrimonial;
  • Análise de investimentos das organizações;
  • Análises estatísticas em Economia e Finanças;
  • Elaboração de orçamentos públicos e privados;
  • Implementação de estratégias empresariais.

Na Graduação de Ciências Econômicas da Unigran EAD você desenvolve raciocínios logicamente consistentes e torna-se apto a elaborar pareceres, relatórios, trabalhos e textos na área econômica. Além de utilizar adequadamente conceitos teóricos fundamentais das Ciências Econômicas.

Para saber mais sobre o curso e consultar as formas de ingresso, clique aqui.

Fique por dentro dos demais artigos relacionados à área disponíveis no Blog Unigran EAD!


Postagens Relacionadas