fbpx
Por que o Prêmio Nobel foi criado? | Blog Unigran Net

Uma das premiações mais conhecidas ao redor do mundo é o Prêmio Nobel dedicado a quem desenvolve trabalhos, ações e pesquisas em benefício da humanidade. Mas você sabia que a sua criação surgiu a partir de um testamento? 

Acompanhe o artigo para saber mais sobre essa história!

O testamento que deu início ao Prêmio Nobel:

Alfred Nobel, inventor da dinamite, nasceu em Estocolmo, Suécia, no dia 21 de outubro de 1833. Passou toda a sua vida trabalhando na criação de explosivos com o objetivo de encontrar o equilíbrio e o controle no uso da nitroglicerina, o que o levou até a dinamite.

(Fonte da Imagem: Conhecimento Científico).

Então, em 1985 Alfred assinou seu último testamento no qual especificou que a maior parte de sua fortuna deveria ser dividida em partes para “aqueles que, durante o ano anterior, tiverem conferido o maior benefício para a humanidade”

O químico deixou, então, uma herança de 32 milhões que deveria ser dividida em cinco partes: física, química, fisiologia ou medicina, literatura e paz. Dessa forma, em 1900 foi criada a Fundação Nobel, responsável por selecionar os ganhadores e organizar o financiamento de prêmios para as cinco categorias estipuladas no testamento de Alfred. 

Vale ressaltar que o prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel foi criado em 1968, financiado pelo Banco Central da Suécia. Contudo, não possui relação com Alfred Nobel. Por isso, não é pago com o dinheiro privado da Fundação Nobel, mas sim com o dinheiro público do banco central sueco.

E como são escolhidos os vencedores do Nobel?

O processo de escolha do Nobel começa com os comitês de cada área, responsáveis pelo envio de cartas para cientistas, professores e acadêmicos de diversos países solicitando indicações para a premiação. 

Anualmente, os comitês recebem aproximadamente 300 indicados. As principais regras são: não poder indicar a si mesmo e o reconhecimento de até três pessoas em uma mesma categoria. 

Após 1974, a Fundação Nobel passou a proibir a indicação póstuma. Mas permite até hoje que pessoas que foram anunciadas e morreram antes da cerimônia possam ser celebradas.

A cerimônia de premiação do Nobel é realizada em 10 de dezembro. Os premiados precisam fazer uma palestra pública em um prazo de seis meses após o reconhecimento.

Caso o comitê considere que não há uma ou mais pessoas aptas a receberem o Nobel em uma categoria, a área fica sem premiação. 

A ausência de indicados ocorreu, por exemplo, na categoria Nobel da Paz em períodos como a Segunda Guerra Mundial.

Momentos memoráveis:

São mais de cem anos de premiação, mas ainda existem algumas descobertas que são lembradas até os dias de hoje. Dentre os vencedores mais memoráveis, para cada categoria estão:

Física: 

Albert Einstein, que recebeu o Prêmio Nobel em 1921 pelos seus estudos de física teórica com foco na descoberta da lei do efeito fotoelétrico. 

Werner Heisenberg foi nomeado pelo próprio Albert Einstein e recebeu o prêmio Nobel de 1932 pela descoberta dos princípios da mecânica quântica.

Química: 

Marie Curie recebeu seu primeiro Prêmio Nobel de física em 1903. Ela foi a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel, em conjunto com Antoine Henri Becquerel e seu marido Pierre Curie. O prêmio foi em decorrência da descoberta e estudos sobre radioatividade espontânea. 

Em 1935, Irène Joliot-Curie, filha de Marie Curie, ganhou o prêmio Nobel de química junto de seu marido, Jean-Frédéric Joliot-Curie pela descoberta da radioatividade artificial.

Fisiologia/Medicina: 

Em 1945, Alexander Fleming, Ernst Chain e Howard Florey ganharam o prêmio Nobel pela descoberta da penicilina. 

Em 1962, Francis Crick, James Watson e Maurice Wilkins receberam o prêmio Nobel pela descoberta da estrutura do DNA.

Literatura:  

Em 1954, Ernest Miller Hemingway recebeu o Prêmio Nobel pelo domínio da arte da narrativa demonstrado em “O velho e o mar” e sua influência no estilo contemporâneo.

Curiosidade sobre o Nobel:

Malala Yousafzai (Fonte da Imagem: Nastroy).

A  primeira mulher a ganhar o Prêmio Nobel foi Marie Curie, em 1903. Além disso, em 1911, ela tornou-se a primeira pessoa a ganhar dois exemplares do prêmio em diferentes áreas (Física e Química), devido à descoberta e pesquisa sobre dois elementos químicos: o rádio e o polônio.

A jovem paquistanesa Malala Yousafzai recebeu o Prêmio Nobel da Paz, em 2014, pela luta contra a repressão de crianças e jovens e pelo direito de todas as crianças à educação. 

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu o prêmio Nobel da Paz em 2009 devido aos seus esforços em manter a diplomacia entre os povos.

Você pode ler mais curiosidades como essa ou sobre a sua área de interesse acessando o nosso Blog Unigran EAD.


Postagens Relacionadas