Vaticano: o simbolismo sagrado | Blog Unigran Net

Sendo o menor país soberano do mundo, o Vaticano conta com uma população de cerca de 825 pessoas. Este se encontra no centro de Roma, a capital da Itália e do antigo Império Romano.

Apesar de seu diminuto tamanho, que não é maior do que meio quilômetro quadrado, ele representa a sede da autoridade máxima da Igreja, o Papa.

Incrível, não é? Saiba mais sobre este incrível pedaço do mundo.

A história do Vaticano

Sua existência remonta ao ano de 1929, quando foi criado pelo papa Pio XI e o então ditador da Itália, Benito Mussolini. Os dois firmaram um acordo que visava beneficiar ambas as partes ao garantir uma sede mundial para a Igreja Católica. Esta, em contrapartida, deveria abrir mão das terras que havia conquistado durante o período da Idade Média e reconhecer Roma como a nova capital da recém-unificada Itália.

Uma curiosidade interessante é que após Jesus ser crucificado, o cristianismo era ainda uma religião minoritária. Seus seguidores foram perseguidos e tiveram a árdua tarefa de difundir a crença cristã durante o período do Império Romano.

Naquela época, havia já a disputa pela cidade de Jerusalém, tão importante na crença cristã quanto na judaica e muçulmana. Com a ampliação das fronteiras do cristianismo e o aumento do poder da Igreja Católica, deu-se a transformação, pelo imperador Constantino, de Roma como um centro de adoração cristã.

Tendo isso em mente, torna-se mais fácil entender porque Mussolini firmou o acordo de criação do Estado do Vaticano enquanto Estado independente a fim de obter o poder sobre Roma.

O turismo na Cidade-Estado

A Cidade do Vaticano recebe mais de 8 milhões de visitantes anualmente. Os turistas são movidos pela curiosidade ou pela fé e desejo de conhecer um local tão importante e simbólico do cristianismo.

Sendo um expoente da arquitetura devido às obras ali presentes, como a Basílica de São Pedro e a Praça de São Pedro, além dos Museus Vaticanos, a Cidade do Vaticano representa um símbolo concreto da fé católica. Assim atraindo fiéis ao redor do mundo desejosos em visitar o local e, talvez, ouvir uma missa celebrada pelo Papa.

É no Vaticano que se encontra o Palácio Apostólico, residência oficial do Papa. Além disso, o território conta com a famosa Capela Sistina, cuja arquitetura é inspirada no Templo de Salomão, do Antigo Testamento.

A Capela Sistina conta com afrescos pintados pelos maiores artistas da Renascença, sendo Michelangelo o responsável pelos afrescos mais famosos, que são: o teto da Capela, e a parede do altar, na qual está representada o Juízo Final.

A Capela Sistina conta com afrescos pintados pelos maiores artistas da Renascença. (Fonte da Imagem: Mundo Vasto Mundo)

No entanto, é proibido tirar fotos dentro da Capela Sistina. O lado positivo é que ao visitá-la, é possível sentar-se nos bancos dispostos nas laterais a fim de melhor poder observar os detalhes dos afrescos.

Como funciona a estrutura política e a economia do país?

O Papa é o chefe de Estado da Cidade do Vaticano, sendo eleito para o seu cargo vitalício por um conclave, em uma cerimônia que é assistida ao redor do mundo.

Ele detém para si os poderes legislativo, executivo e judicial do Estado que governa. Sendo um governo e suas decisão absolutas.

Isso porque é considerado sucessor direto de São Pedro. Portanto o chefe de Estado não deve prestação de contas a ninguém, visto que é um enviado de Deus para a Terra.

O Estado do Vaticano também tem embaixadores próprios e conta com um jornal, estação de rádio e força militar próprios, sendo essa denominada Guarda Suíça. Desde 2002, a moeda oficial do Vaticano é o euro. Os idiomas oficiais são o italiano e o latim.

Vaticano: um símbolo do cristianismo

Sete Papas já passaram pelo Trono de São Pedro desde a criação oficial do Estado do Vaticano.

A visita ao Vaticano é uma viagem compressa em fé, espiritualidade e arte. (Fonte da imagem: Um Pouquinho de Cada Lugar)

Para além de sua importância arquitetônica, o Estado do Vaticano tem forte simbolismo ao representar a sede do Estado da fé católica, sendo a expressão da vontade de Papas do Renascimento.

A visita ao Vaticano é uma viagem compressa em fé, espiritualidade e arte, que permite apreciar a beleza, importância e imponência desse grande símbolo da religião católica.

Em nossa pós-graduação em Teologia para o Diálogo Inter-religioso, você terá a oportunidade de obter conhecimentos mais profundos acerca da reflexão teológica que visa analisar as relações da comunidade cristã em meio aos desafios do mundo atual. Conheça mais clicando aqui.


Postagens Relacionadas